Envio das entregas do pedido para a operação CD

Aqui começa uma parte muito interessante da operação, diria eu que essencial, entretanto pouco conhecida.

Nesse momento o pedido é enviado para a operação no CD, isso significa, que o pedido com todas os detalhes e características relacionados à logística são enviados para o ERP e para o WMS (que, por sua vez integram com a SEFAZ e com o TMS, veremos isso em outro post logo menos).

Agora a grande questão é “o que são detalhes e características relacionados à logística”? Basicamente os dados abaixo:

  1. Tipo de entrega: agendada, expressa, econômica, normal etc;
  2. Data limite de entrega (combinada): tempo de manuseio do item dentro do CD + tempo da transportadora para entregar o produto, geralmente após o pagamento;
  3. Armazém de origem das mercadorias
  4. Flag para especialização do pedido: priorizado, black friday, reenvio etc;
  5. Transportadora: Há plataformas de loja e de backoffice/OMS que tem essa funcionalidade fazendo com que nem precise de um TMS para tal operação

Bom, agora você sabe o que significa enviar o pedido para operação CD. E tem mais, quando o pedido chega tanto no WMS ou no ERP (em alguns casos é o mesmo sistema), caso não exista a quantidade de estoque logo haverá uma crítica no sistema que nos permitirá avisar ao cliente que o pedido não pode ser concluído, e por consequência isso nos levará a falar do assunto denominado unhappy flow, mas esse ficará para outra série de artigos :).

Abs e até a próxima.

Anúncios

Máquina de status

A máquina de status do eCommerce, nada mais é do que o funil de vendas do eCommerce com a visão de pós vendas com os possíveis status do pedido.

Aqui eu trago apenas uma visão sugestiva de como tratar o assunto, e entendo que aplicabilidade é possível em quase todas as operações de eCommerce que conhecemos.

Enquanto pensamos no pedido (contendo cliente, entregas, pagamentos etc), nossa visão vai do Store Front até a finalização dos pagamentos, a partir do momento em que focamos nas entregas, temos a visão de operação do CD, Fiscal e Logística, pois é comum termos quebra do pedido em mais de uma entrega, ainda mais quando um pedido multi-itens com itens característicos de courrier e itens característicos de rodoviário (rodo).

Nesse momento não é abordado a visão de tracking para o cliente, esse assunto será abordado no tópico tracking, nesse mesmo documento.

Abaixo há uma tabela contendo a visão de máquina de status do pedido / entrega por integração e também por operação dentro de cada produto do ecossistema. Minha intenção é dar uma ideia de como relacionar status do pedido e entrega com o resultado das integrações.

Status Integração/Operação Objeto
feito 01 – Pre auth Pedido
enviado ao backoffice 02 – Order Integration Pedido
em análise de fraude 04 – Request Analysis Pedido
analisado 05 – Request Response Analysis Pedido
Pagamento captura 06 –  Capture amount Pedido
Transportadora integrada 07 – Request Carrier Entrega
enviado para operação 08 – Sent Deliveries (parto f order) Entrega
enviado para onda Geração de odna – WMS Entrega
em Seperação Picking/Separação dos itens do pedido – WMS Entrega
em faturamento Pakcing/Empacotamento do pedido Entrega
Faturado 11 – Request Invoice Entrega
pronto para expedição 13 – Invoice’s group integration / Pre Doca – WMS Entrega
Expedido Expedição – WMS Entrega
Em poder da transportadora 14 – Status/Tracking – Operação da transportadora Entrega
em rota 14 – Status/Tracking – Operação da transportadora Entrega
entregue 14 – Status/Tracking – Operação da transportadora Entrega

Por enquanto é isso, até a próxima.